6.5.15

Que Dia Bonito



Que dia bonito que me envolve entre o que não é entendido,
É nublado e estranho, mas então eu simplesmente digo:
“Adeus, já vai tarde, o jogo nem começou!”
“Adeus, seu covarde, a sua desculpa não colou!”
“A sua máscara caiu, o seu mundo foi para baixo!”
“Você dançou a sua última valsa e agora eu não lhe encaixo!”
“Em nada que eu faça, em nada que eu diga,”
“Eu sou a serpente que se diz ser uma amiga,”
“E que dia mais bonito para você não se cuidar”
“Eu quero poder dizer que enfim eu sei jogar”
“Cuidado, cuidado, você é feito de cera”
“Cuidado, cuidado, eu estou fazendo uma besteira”
“Nesse dia que não é azul, sem nome e sobrenome”
“Vai embora sua podridão, vê se some e vê se some”
De você eu só sentia mais nojo e eu já previa,
Que o seu mundo de sal uma hora desabaria,
Sorria, sorria, sorria e sorria,
O seu mundo de sal uma hora desabaria.
Que dia bonito que me envolve entre o que não é entendido.

By: Ayke La’Reyl
Feito em 17 de Abril de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário