24.5.15

Eu me Escondo no Escuro

Não existe salvação para um perdedor inveterado,
Eu me escondo no escuro por uma proteção,
Eu vejo a luz que me deixa iluminado,
Eu me escondo no escuro e escuridão.
Em um manto que é negro, que é matéria escura,
Eu coloco as cartas sobre a mesa,
Eu me atiro em depressão e vou para a rua,
Por que eu sou um caçador e você é a presa.
Transmutação é um culto, magia preta escuridão,
Eu me escondo no escuro por uma proteção.
E se alguns caírem? E se continuarem a cair?
As peças se encaixam em um mosaico humano.
As poucas palavras usadas para me destruir,
Estavam amaldiçoadas por um breve engano.
A vida é passagem, no escuro meus olhos fecham,
As portas se abrem e muito de eu quer sair e brincar.
As minhas angústias todas se cessam,
Eu preciso de sua mão para me tocar.
Eu me escondo no escuro e não tenho salvação,
Com o seu corpo nu e molhado na minha cama,
Eu me escondo no escuro e escuridão,
Escondo-me dentro de você enquanto você me chama.
Um beijo dourado, roubado da lua,
No escuro um pedaço de eu condenado,
A minha intimidade que passou a ser sua,
Se escondendo no escuro de um pecado.
Todas as lágrimas se escondem no nada,
As vozes serenas que pulsam selvagemente,
A escuridão de uma noite, é de madrugada,
Um desejo que não cessa tão facilmente.
Duas forças me dominam, o bem e o meu mal,
Estava escrito nas estrelas o que viria para o final,
Transmutação é um culto, magia preta escuridão,
Eu me escondo no escuro trancafiado em solidão.
Passos lentos e uma porta na frente traz a luz,
Esconda-me no escuro pelo amor de meu Jesus!
E se continuarem a cair? Por que eu devo resistir?
As poucas palavras usadas conseguiram lhe persuadir.
Um pacto com o demônio em uma encruzilhada,
Nada menos do que Lúcifer para elucidar o que eu digo,
As velas acesas com sua face iluminada,
Eu me escondo no escuro por que você é meu perigo.
Não existe salvação para um perdedor inveterado,
O escuro é a proteção daquilo que não é meu,
Eu não serei mais um cordeirinho que apenas é dado,
Na troca de favores que você me prometeu.

By: Ayke La’Reyl

Nenhum comentário:

Postar um comentário