16.6.18

Sábado de AleLua


Sally querida, ficou sabendo?
Ele queimou os seios dela com um cigarro.
Deu três tiros pelas costas,
E a deixou morta dentro do meu carro.
Sally querida, ficou sabendo?
Ela dizia que caiu da escada,
Protegendo o animal que lhe batia!
Sally, mais uma amiga foi estuprada,
E para o estuprador nada acontecia.
Sabe Sally, não sei se é um crime hediondo,
Mas o amarrei e o acabei pondo,
No último sábado de AleLua de festa.
Sally, peço que guarde segredo,
Eu tramei tudo com medo,
E esse desabafo é o que me resta.
Queimei ele na fogueira, na Lua Rosa de Abril,
Cozinhei os restos no caldeirão, ninguém viu...
A lua desceu do céu e me deu a mão em uma roda,
Falou baixo no meu ouvido: “Amy, você é foda!”
Querida Sally, preciso de ajuda?
Peço que mantenha o silêncio de um Buda,
Porque aquele porco foi sacrificado.
Como foi o seu dia, querida Sally?
Os ipês amarelos daqui estão floridos!

By: Amy Waves
Feito em 23 de maio de 2018.

Nenhum comentário:

Postar um comentário