23.6.18

Refl.ex.ãO

Não confie na palavra de uma mulher
Que vê ecos nos espelhos.
Na segunda ela é paixão,
Na sexta é mistério.
Silêncio velado quando nada pode estar tão bem.
Imagem ao contrário de sua própria reflexão.

Não confie em uma bruxa da madrugada,
Que fica contando pedras de todas as cores.
Somando o punhado de dores e mais dores,
Que ela carrega na imagem ao contrário.
Imagem da sua própria mentira de reflexão.

Na terça-feira acendi um cigarro,
Escrevi uma poesia chamada

“We live high, we love high”

Estava planejando cortar uma cabeça
De repolho, e amarrar com uma linha preta,
Na primeira lua nova do inverno.
Pensei em dizer:
“Desculpe-me por não ter sido conivente
Com todas as suas mentiras,
E não estar apta a jogar o seu jogo...”
Mas, lembrei que não estava mais falando
Com um porco que anda sobre duas pernas de saia,
Eu era o lobo que enxergava,
E ouvia, comendo muito melhor.
A comida tinha outro sabor, que não de carne.
Não era porcaria, nem fruta, nem salada,
Era o meu gosto de mulher salgada,
Cheia de dentes escuros do café que bebi com vodca,
Com conhaque e uma pitada neurótica
De adoecer quando estou com a maça na minha boca,
Assando a duzentos graus a pururuca.
“Segurem essa mulher maluca!”
Me disseram na quarta
Enquanto derrubava uma criança do balanço no parque.

Achei um fio do cabelo enrolado, e ouvi o eco do espelho,
Me dizendo apenas um “...”
Não confie na palavra de uma mulher não vingada,
Senhora Suprema da Madrugada,
Imagem da própria mentira de reflexão ao contrário.

Na quinta estava quebrada,
Sem dinheiro e não amada,
Esperando na sexta para torcer pela seleção,
Mas lembrei que era apenas uma reflexão,
Então parei para escrever poesia.
“Queria ver o seu cu pegando fogo,
Queria ver, como queria!”
Na segunda ela é paixão,
Na sexta histeria,
Não confie na palavra de uma mulher
Que vê ecos nos espelhos.

By: Amy Waves
Feito em 23 de junho de 2018.

Nenhum comentário:

Postar um comentário